HPC e IA com foco em exascale

O novo portfólio combinado é capaz de abranger uma arquitetura de supercomputação de ponta a ponta passando por computação, interconexão, software, armazenamento e serviços, sejam eles entregues on-premises, em sistema híbrido ou na nuvem – uma realidade cada vez mais presente nas operações de TI em tempos de transformação digital.

As ofertas atendem qualquer experiência e uma variedade de workloads em qualquer escala, desde sistemas pequenos e únicos até supercomputadores de classe exascale, incluindo soluções de modelagem e simulação para previsão do tempo e para os setores de manufatura e energia, e inteligência artificial e análise de big data para medicina de precisão, veículos autônomos, imagens geoespaciais e serviços financeiros. Começando em um único servidor e expandindo-se para os maiores supercomputadores, o portfólio combinado pode atender de maneira abrangente às necessidades de supercomputação de qualquer data center.

Atendendo ainda à principal estratégia de negócios da HPE para os próximos anos, a companhia informa que o novo portfólio também está disponível para aquisição como serviço, aliado à oferta HPE Greenlake.

A Hewlett Packard Enterprise, empresa global em tecnologia focada no desenvolvimento de soluções inteligentes que permitam às organizações coletar, analisar e tomar decisões continuamente em cima de dados alocados na nuvem.

 

Saiba mais sobre como as soluções de HPC podem ajudar você a acelerar resultados e melhorar precisão.

Acelerando descobertas científicas complexas com Computação de Alto Desempenho

A Hewlett Packard Enterprise (HPE) anunciou hoje que entregará o supercomputador de classe exascale mais rápido do mundo para a Administração Nacional de Segurança Nuclear (NNSA) do Departamento de Energia dos EUA (DOE) a uma velocidade recorde de 2 exaflops – 10 vezes mais rápido do que o supercomputador mais poderoso existente. O novo sistema, que o Laboratório Nacional Lawrence Livermore (LLNL) nomeou El Capitan, deverá ser entregue no início de 2023 e será gerenciado e hospedado pelo LLNL para uso pelos três laboratórios nacionais da NNSA: LLNL, Sandia National Laboratories e Laboratório Nacional Los Alamos. O sistema permitirá simulação e modelagem avançadas para apoiar o estoque nuclear dos EUA e garantir sua confiabilidade e segurança.

A HPE está otimizando o El Capitan do DOE para fornecer simulações exploratórias 3D complexas e demoradas para missões da NNSA que os atuais supercomputadores de ponta não conseguem gerenciar com sucesso. O El Capitan fornecerá oportunidades para os pesquisadores explorarem novos aplicativos usando cargas de trabalho emergentes e intensivas em dados, como modelagem, simulação, análise e IA para apoiar futuras missões da NNSA.

O El Capitan do DOE usará os processadores AMD EPYC ™ de próxima geração, codinome “Genoa”, com o núcleo do processador “Zen 4”, GPUs AMD Radeon ™ Instinct de próxima geração, baseadas em uma nova arquitetura otimizada de computação e a AMD de 3ª geração Arquitetura Infinity, que fornecerá uma conexão de alta largura de banda e baixa latência entre as CPUs e as GPUs.

Os pesquisadores do LLNL usarão o sistema para explorar novos aplicativos que integram a IA e o aprendizado de máquina nas cargas de trabalho do HPC e já estão aplicando as soluções de supercomputação e IA da HPE para fazer avanços nas iniciativas de pesquisa médica e medicamentosa, incluindo:

Acelerando a descoberta de medicamentos contra o câncer de seis anos para um ano por meio de uma parceria com a GlaxoSmithKline (GsK), uma empresa farmacêutica multinacional, o National Cancer Institute e outros laboratórios nacionais do DOE por meio do consórcio ATOM.

O LLNL está gerenciando o novo sistema para a NNSA e desenvolveu técnicas emergentes que permitem aos pesquisadores criar modelos mais rápidos e precisos para missões primárias na modernização de estoques e fusão por confinamento inercial (CIF), um aspecto essencial da administração de estoques.

Os pesquisadores do LLNL usarão o sistema para explorar novos aplicativos que integram a IA e o aprendizado de máquina nas cargas de trabalho do HPC e já estão aplicando as soluções de supercomputação e IA da HPE para fazer avanços nas iniciativas de pesquisa médica e medicamentosa, incluindo:

  • Acelerar a descoberta de medicamentos contra o câncer de seis anos para um ano por meio de uma parceria com a GlaxoSmithKline (GsK), uma empresa farmacêutica multinacional, o National Cancer Institute e outros laboratórios nacionais do DOE por meio do consórcio ATOM.
  • Compreender a dinâmica e mutações das proteínas RAS que estão ligadas a 30% dos cânceres humanos, colaborando com o National Cancer Institute e outras instituições parceiras.

 

Quer saber como as soluções de Computação de Alto desempenho podem ajudar você?