A Aston Martin Red Bull Racing adota a TI hiperconvergente e pisa fundo

Tão rápido quanto as mudanças

Nada é mais importante nas corridas de Fórmula 1 do que a velocidade. Em um esporte em que as vitórias são decididas por um centésimo de segundo, todos os componentes do veículo e todas as decisões são importantes. Desde 2005, a Aston Martin Red Bull Racing, uma equipe com sede no Reino Unido, tem sido umas das principais forças das corridas de F1. Quando começou
a temporada de 2019, a equipe já tinha conquistado 59 vitórias e oito campeonatos mundiais, em parte devido à capacidade de se adaptar às mudanças de projeto e às novas regulamentações com agilidade.

A TI desempenha um papel fundamental no sucesso da equipe. A Aston Martin Red Bull Racing confia na TI para oferecer alto desempenho para tudo, desde os processos de negócios até o projeto de veículos e o suporte de pista no local em dias de corrida.

Com aplicativos proprietários específicos da F1 gerando volumes significativos de dados, a Aston Martin Red Bull Racing precisava de uma solução que atendesse ao aumento de suas necessidades de armazenamento em seu espaço virtualizado. “Precisávamos ser mais ágeis”, conta Neil Bailey, chefe de infraestrutura de TI da Aston Martin Red Bull
Racing. “O desempenho do aplicativo afeta a rapidez com que podemos reagir e fazer mudanças, para melhorar o desempenho do veículo.” Com o foco principal na eficiência e na velocidade, a organização recorreu à TI
hiperconvergente e optou pelo HPE SimpliVity.

A infraestrutura legada estava freando o desempenho

Com sede em Milton Keynes, em Buckinghamshire (Inglaterra), a Aston Martin Red Bull Racing projeta, fabrica e corre com seus veículos de F1 de alto desempenho.

Além disso, a organização de TI no local oferece suporte a funções administrativas, como marketing, finanças e recursos humanos. Uma mistura de servidores virtuais tradicionais e infraestrutura de desktop virtual resultou em aproximadamente 500 VMs espalhadas por hardware distinto, criando um ambiente heterogêneo e desconexo. Com 50 TB de dados, a dispersão da infraestrutura estava se tornando uma responsabilidade cara, e os engenheiros de software que usam desktops virtuais já estavam observando problemas de desempenho.

Os casos de uso específicos da F1 aumentaram a urgência de encontrar uma solução de armazenamento mais rápida. Um carro de corrida pode ser uma máquina bem ajustada, dirigida por um atleta de talento, mas também é uma plataforma de tecnologia, gerando cerca de 400 GB de dados em um fim de semana de corrida. Decisões cruciais, como quando fazer um pit stop durante uma corrida, dependem de uma análise extremamente rápida, conduzida por um data center portátil que é montado na pista, no dia da corrida.

Os aplicativos de F1 proprietários da Aston Martin Red Bull Racing também exigem infraestrutura rápida e responsiva. “Todos os nossos carros são protótipos em evolução, com 30.000 alterações implementadas em um ano”, afirma o CIO Matt Cadieux. “Precisamos ter certeza de que a infraestrutura esteja pronta e seja ágil o suficiente para dar suporte às necessidades de nossos engenheiros e às novas demandas dos negócios.”

Além disso, cada ano pode trazer novos desafios competitivos, avanços tecnológicos e mudanças nos regulamentos da F1. Quando se trata de acompanhar o ritmo das mudanças, a infraestrutura da Aston Martin
Red Bull Racing tem que ser capaz de se mover no ritmo do esporte.

Um aumento maciço no desempenho

A equipe de TI da Aston Martin Red Bull Racing considerou as arquiteturas tradicionais e a infraestrutura hiperconvergente em sua busca por uma TI mais rápida. O processo de seleção competitiva envolveu testes rigorosos.

“Adotamos um teste de benchmark formal”, explica Cadieux. “Selecionamos cargas de trabalho reais e pedimos aos fornecedores que nos impressionassem, e o HPE SimpliVity conseguiu isso, tanto em termos de
desempenho, quanto em facilidade de gerenciamento.”

O HPE SimpliVity oferece a base para o uso de VMware® e VDI pela Aston Martin Red Bull Racing, tanto na fábrica, quanto na pista, nas operações dos dias de corrida. A diferença é notável. Por exemplo, em dias de corrida, a equipe extrai dados dos carros em tempo real e depois os processa para análise. Com o HPE SimpliVity, o tempo necessário para o pós-processamento passou de nove minutos para dois minutos. “É um aumento enorme de desempenho”, afirma Cadieux. “Isso significa que podemos obter respostas melhores, mais rapidamente, quando estamos na pista, e os segundos fazem a diferença.”

Desempenho mais rápido dentro e fora das pistas

Na fábrica de Milton Keynes, o HPE SimpliVity está fazendo diferença nos sistemas de back-end da organização. 80% dos aplicativos críticos para os negócios da organização estão sendo executados no HPE SimpliVity. Isso inclui desde o sistema que gerencia o ciclo de vida das peças até o e-mail.

Após ter alcançado benefícios significativos na fábrica, era hora de ajudar a equipe na pista. “Utilizando o HPE SimpliVity para dar suporte às operações na pista, fomos capazes de oferecer uma infraestrutura de TI mais confiável, mais rápida e otimizada”, diz Simon Kesslar-Lyne, Chefe de TI de Eventos. “Isso permitiu que nossos engenheiros de pista se concentrassem no desempenho dos carros e soubessem que podem confiar na infraestrutura de TI para fornecer e fazer backup dos dados de que precisam.”

Durante uma temporada, é preciso transportar o equipamento de TI da equipe para 21 circuitos. Os sistemas precisam ser rapidamente configurados e desligados em cada evento. O espaço da pista é um desafio e surtos de tensão ou interrupções podem ser um enorme problema. Ter confiança nos sistemas é essencial.

Na fábrica e nas pistas, a organização alcançou algumas das suas maiores vitórias em sua infraestrutura de desktop virtual. “De imediato, os usuários notaram uma grande diferença em termos de capacidade de resposta”, diz Bailey.

Outra área de melhoria tem sido a capacidade de fazer backup e recuperar o ambiente Citrix® VDI em caso de falha. O HPE SimpliVity também teve um grande impacto na carga de trabalho e recuperação de dados da Aston Martin Red Bull Racing. Quando a equipe de pesquisa e desenvolvimento teve um problema de dados corrompidos, eles precisaram recuperar rapidamente suas estações de trabalho virtuais. Com o HPE SimpliVity, a equipe de TI recuperou a estação de trabalho em cerca de um minuto e com
apenas três cliques. Hoje, qualquer pessoa da equipe de TI pode realizar essa tarefa simples. “Antes, o processo levaria mais de uma hora, com várias etapas complexas”, aponta Bailey

Gostou do conteúdo? Compartilhe na sua rede:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn